11 de set de 2014

MPB Instrumental: Zequinha de Abreu


Jacques Klein e Ezequiel Moreira - Tico-Tico no Fubá

José Gomes de Abreu, conhecido artisticamente como Zequinha de Abreu, foi um compositor, instrumentista e regente paulista nascido na cidade de Santa Rita do Passa Quatro, no dia 19/09/1880.

Aos 6 (seis) anos de idade conseguiu tirar melodias da flauta. Durante o curso primário, organiza uma banda na escola, da qual é regente. Em 1894 ingressou no seminário em São Paulo, onde estudou harmonia.

Dois anos depois, fugiu do seminário e voltou para Santa Rita, indo trabalhar na farmácia do pai. Nessa época fez suas primeiras composições como "Flor da Estrada" e "Bafo de Onça". No fim da década de 1890, percorreu com sua banda nas cidades do interior de São Paulo.

Em 1917, Zequinha apresentou num bairro da cidade um choro ainda sem nome. Os casais dançaram tanto que os integrantes da banda comentaram que parecia "tico-tico na farinha". Com esse comentário, nascia "Tico-Tico no Fubá", sua composição mais famosa e uma das músicas brasileiras mais gravadas no exterior, divulgada nos Estados Unidos na década de 1940 pela cantora Carmen Miranda. Detalhe curioso é que, apesar da composição ter sido feita em 1917, eloa tinha apenas as duas partes iniciais, só vindo completar a terceira parte final em 1930.

Morando na cidade de São Paulo, Zequinha de Abreu trabalhou como pianista demonstrador da Casa Beethoven, especializada na venda de partituras e instrumentos musicais, além de animar casas de dança e cabarés. No dia 22/01/1935, Zequinha morre em São Paulo.

Dezessete anos após sua morte, em 1952 foi produzido o filme "Tico-Tico no Fubá" pela Companhia Vera Cruz, através dos diretores Fernando de Barros e Adolfo Celi, baseado na vida de Zequinha de Abreu e estrelado pelos atores Anselmo Duarte e Tônia Carrero.

Nenhum comentário:

Postar um comentário