10 de ago de 2014

Perfil de Beth Carvalho

Beth Carvalho - Andança

O nome completo da cantora Beth Carvalho é Elizabeth Santos Leal de Carvalho. ela nasceu na cidade do Rio de Janeiro, em 5 de maio de 1946. Ela é filha de João Francisco Leal de carvalho e Maria Nair Santos Leal de carvalho. Seu contato com a música começou quando ela era ainda menininha, através de toda sua família. Seu pai era advogado, mas amigo de muitos músicos e cantores, como Sílvio Caldas, Elizeth Cardoso. Sua avó Ressú tocava bandolim e violino e sua mãe tocava piano clássico. Beth estudou  balé e violão e formou-se como professora de música. Seu pai a levava com regularidade aos ensaios das escolas de samba e rodas  de samba e a menina se encantava. Sua inclinação inicial era pela Bossa Nova.

Por ter tendências esquerdistas, o pai de Beth foi cassado durante o golpe militar. A situação financeira da família ficou difícil e então ela foi ser professora de violão para uma turma de 40 alunos. Com a orientação política que teve do pai, Beth sempre foi uma cantora engajada em movimentos políticos e sociais. Ao lado do cantor Lobão, foi ela quem lutou para conseguir a numeração dos discos, o que não acontecia até então, em prejuízo para os artistas.

Em 1965, Beth Carvalho gravou seu primeiro CD, com a música Por Quem Morreu de Amor. Em 1966, envolveu-se com o samba e participou do show: A Hora e a Vez do Samba, ao lado de Nelson Sargento e Noca da Portela. Vieram os festivais e Beth participou de todos. Esteve no Festival Internacional da Canção, no Festival Universitário, no Brasil Canta no Rio, no FIC de 1968, quando ganhou o 3º lugar, com a música: "Andança". Ficou então conhecida em todo o país. No ano seguinte lançou seu 1º LP, com o mesmo título.

A partir de 1973, passou a lançar um disco por ano e se tornou sucesso de vendas. Lançou: "1.800 Colinas", "Saco de Feijão", "Olho Por Olho", "Coisinha do Pai", "Vou Festejar" e muitas outras.

Apaixonada por rodas de samba e de pagode, Beth foi se tornando conhecida por incentivar colegas, homenagear os antigos e  revelar os novos. Em 1972, buscou Nelson Cavaquinho, para a gravação de "Folhas Secas". Em 1975, buscou Cartola, para lançar: "As Rosas Não Falam". Ao mesmo tempo revelou artistas, que se tornaram importantes, como o grupo  Fundo de Quintal, Zeca Pagodinho, Jorge Aragão, Luiz Carlos da Vila, Sombra, Sombrinha, Arlindo Cruz, Yamandu Costa e muitos outros. Passou a ser chamada então de "MADRINHA DO SAMBA"  e é assim que todos esses artistas a chamam. Em seus shows introduziu instrumentos como o banjo, com afinação de cavaquinho, o tan-tan, o repique de mão. Em todo o Brasil ela é chamada de "MADRINHA DO PAGODE".

Em 1979, Beth Carvalho casou-se com o craque de futebol Edson de Souza Barbosa. Em 1981, nasceu sua filha Luana. Hoje Luana é cantora e atriz.

Com mais de 40 anos de carreira, Beth Carvalho lançou 31 discos, 2 DVDs e se apresentou em inúmeros cidades do mundo. Cantou em Angola, Atenas, Berlim, Boston, Buenos Aires, Espinho, Frankfurt, Munique, Monteeux, Lobito, Luanda, Madri, Miami, Montevideu,  New Jersey, Nova Iorque, Paris, Punta del Este. São Francisco, Soweto, Varadero, Zurique, Milão, Padova, Toulouse, Viena, Lisboa, além de ter estado em todas as capitais brasileiras e muitas cidades de seu interior. No Brasil seus espetáculos são sempre muito concorridos, e o mesmo acontece em todas as cidades do mundo. E mesmo no Japão, onde nunca foi, seus discos são muito vendidos.

Beth Carvalho tem 6 Prêmios Sharp, 17 Discos de Ouro, 9 de Platina, 1 DVD de Platina, centenas de troféus e premiações diversas. Seu último trabalho foi lançado em 2011 com o cd Nosso Samba Tá na Rua.
-----------------------------------------------------------------------
Fonte: Museu da TV (com adaptações)

Nenhum comentário:

Postar um comentário