8 de jun de 2014

O Auge da Carreira de Zizi Possi

Zizi Possi - Per Amore


Ainda em 1979, Zizi Possi participou da trilha sonora da peça "Ópera do Malandro", de Chico Buarque. Paralelamente ao lançamento do disco e espetáculo Um Minuto Além (1981), ganhou o primeiro prêmio de cantora-revelação pela Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA). Lançou ainda os discos Dê um Rolê (1984) e Amor e Música (1987). Os discos nesta época tinham uma linha comercial e as canções para trilha sonoras de telenovelas atendiam a tendências mercadológicas, o que caracterizava de uma maneira geral a produção musical dos anos 80.

Nesse período também foi marcado por uma grande exposição de sua vida pessoal ao lado da cantora e compositora Ângela Rô Rô. A mídia sensacionalista explorou o relacionamento à exaustão e a canção "Escândalo" (Caetano Veloso) foi gravada por Ângela sobre o episódio e lançada como faixa-título do seu disco lançado em 1981. Esse boato só acabou com o casamento de Zizi com o produtor musical Líber Gadelha, com quem teve uma filha, também cantora: Luíza Possi.

Na década de 1990, Zizi lançou novos trabalhos como os discos Sobre Todas as Coisas (de 1991), um de seus melhores trabalhos, chegando a receber o Prêmio Sharp de Música de melhor disco e um prêmio dado pela Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA) na categoria Melhor Cantora de MPB.

Ainda gravou novos discos como Valsa Brasileira em 1993 e Mais Simples em 1996, além de um disco ao vivo em 1995. Em 1997 Zizi chega ao auge de sua carreira com o lançamento do cd Per Amore gravado em italiano, chegando a vender mais de 700 mil cópias, rendendo à cantora um Disco de Ouro, um Disco de Platina e um Disco Duplo de Platina. Recebeu, ainda, o Troféu Imprensa, na categoria Melhor Cantora do Ano. O sucesso deste disco teve continuação com o cd Passione gravado no ano seguinte. 



Nenhum comentário:

Postar um comentário